Cursos

Convenções

Serviços

Jurídico

Informativos

Legislação

Utilidades

Trabalhos Acadêmicos















Visualizações: 1193
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Assembleia geral extraordinária

Assembleia geral extraordinária


 


O SINESCONTÁBIL/MG convoca todos os Escritórios de Contabilidade, Auditoria e Perícias Contábeis no Estado de Minas Gerais a participarem de nossa Assembleia Geral Extraordinária a realizar-se no dia 17 de abril de 2018, em nossa sede social a Rua dos Tamoios, 666, 11º andar, salas 1103 a 1106 - Centro, Belo Horizonte - MG, 30120-050, às 19h00min em 1ª convocação com 2/3 dos proprietários de Escritórios Contábeis em Minas Gerais, e em 2ª convocação às 19h30min com qualquer número de participantes para votar na implantação do eSocial como Extra contábil e fixação do valor a ser cobrado. Belo Horizonte, 28 de março de 2018. Eduardo Heleno Valadares Abreu – Presidente do SINESCONTÁBIL/MG.


 


 Dia 17/04/2018


As 19:00 em primeira convocação com 2/3 dos escritórios contábeis


As 19:30 com qualquer numero de participantes


Local: Rua dos tamoios, n°666, 11º Andar, salas 1103/1105/1106.


Assunto: Fixação do valor referêncial dos honorários contábeis pela implantação do E-Social.


Contamos com o apoio de todos porque, colegas proprietários de escritórios contábeis você é parte interessada.


O Comitê Gestor do eSocial anunciou o cronograma de implantação do programa, que será implantado em cinco fases a partir do primeiro semestre de 2018. Neste primeiro momento, a medida é voltada para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões anuais, que passam ter a utilização obrigatória do programa a partir de 8 de janeiro de 2018. Esse grupo representa 13.707 mil empresas e cerca de 15 milhões de trabalhadores, o que representa aproximadamente 1/3 do total de trabalhadores do país. 


A implantação em cinco fases também será adotada para as demais empresas privadas do país, incluindo micros e pequenas empresas e MEIs que possuam empregados, cuja utilização obrigatória está prevista para 16 de julho do ano que vem. Já para os órgãos públicos, o eSocial torna-se obrigatório a partir de 14 de janeiro de 2019. Quando totalmente implementado, o eSocial reunirá informações de mais de 44 milhões de trabalhadores do setor público e privado do país em um único sistema. 


Conforme explicou o assessor especial para o eSocial, Altemir Linhares de Melo, em coletiva de imprensa o envio de obrigações pelas empresas em etapas para o eSocial é uma resposta do governo às solicitações realizadas pelas empresas e confederações participantes do projeto com o objetivo de garantir segurança e eficiência para a entrada em operação do programa. No entanto, Altemir enfatizou que o eSocial está 100% pronto para implantação e que a adoção do falseamento foi uma forma de garantir uma entrada em produção mais amena e facilitar a adaptação das empresas ao projeto. 


As empresas que descumprirem o envio de informações por meio do eSocial estarão sujeitos a aplicação de pesadas penalidades e multa. Mas o assessor garantiu que o foco do programa não é a penalização, mas garantir o ingresso de todos os trabalhadores do país no ambiente tecnológico do eSocial e, sobretudo, estimular o ambiente de negócios do país.


 


Como implantar o eSocial  


o eSocial é a nova obrigação Trabalhista, Fiscal e Previdenciárias imposta a todos os empregadores através do Decreto 8.373/14.


Como é tudo muito novo e as pessoas precisam saber como implantar o eSocial, reuní várias informações para que você possa se preparar para o eSocial.


O eSOCIAL é fiscalizador, onde participa Receita Federal, Ministério do Trabalho, Previdência Social e Caixa Econômica Federal (Gestora do FGTS). 


O eSocial é composto por mais de 40 (quarenta) micro declarações, obrigando um conhecimento profundo sobre o que será exigido em cada uma delas para evitar multas e autuações fiscais. Se a empresa não cumprir as obrigações poderá entrar na lista de fiscalização retroativa aos últimos 5 anos. 


Será uma oportunidade para os profissionais que conhecem o eSocial a fundo, seja para atuarem como gestores internos do eSocial, seja como Consultor de Implantação do eSocial. Várias empresas já estão buscando profissionais com conhecimento em eSocial.


 Todos vocês sabem que 96% das empresas no Brasil são compostas de micro-pequenas e médias empresas, e 99% dessas empresas possuem suas escritas terceirizadas a um Escritório Contábil. O SINESCONTÁBIL/MG, "Sindicato dos Escritórios de Contabilidade de Auditoria e Perícias Contábeis no Estado de Minas Gerais," muito preocupado com a implantação do eSocial convoca a Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se no dia 17 de abril, às 19:00hrs - em 1ª chamada, com 2/3 dos Escritórios de Contabilidade de Auditoria e Perícias Contábeis no Estado de Minas Gerais e em 2ª chamada às 19:30h com qualquer número de participantes, com a finalidade única, fixarmos uma justa  remuneração para que os  Escritórios de Contabilidade, Auditoria e Perícias Contábeis no Estado de Minas Gerais possam implantar o eSocial em 96% das pequenas e médias empresas do Brasil. Nessa Assembléia Geral será fixado um valor único a ser cobrado dos clientes dos  Escritórios de Contabilidade, Auditoria e Perícias Contábeis no Estado de Minas Gerais.


 Em pesquisa realizada pelo SINESCONTÁBIL/MG, 99% dos entrevistados, nos solicitaram para que acrescentarmos a implantação do eSocial como extracontábil, porque não estava no custo de nossos escritórios. 


Contaremos com essa nossa árdua missão com a colaboração das professoras Glenda Costa Cecílio Alonso e a renomada professora Adriana Emiliano de Souza.


 Diante de tudo isso, a Diretoria do SINESCONTÁBIL/MG convoca a todos os contadores proprietários dos escritórios de contabilidade a participarem da nossa Assembléia Geral Extraordinária, para fixarmos os valores a serem cobrados e a aprovação dos valores referenciais de honorários contábeis. 


Contamos com a participação de todos.


 


Ats;


A Diretoria dos Sinescontabil. 


Belo Horizonte 28, de março de 18.

Imprimir | RSS